Lanche da tarde · Papas de Aveia · Sem categoria

Felicidades

papas-de-aveia

Às vezes esqueço-me de como é simples ser feliz.

Não costumo ser muito filosófica ou existencialista, mas achei de devia dedicar um post a este tema.

O mal deste mundo é que, muito tristes são as pessoas que não sabem ser felizes com a felicidade dos outros.

Adoro pessoas felizes, bem resolvidas e de bem com elas próprias. Pessoas com bom astral e que mesmo com 1001 problemas, não se deixam vencer, não se deixam vergar. Começo a ter uma grande necessidade de me afastar de pessoas com más vibrações, que se tornam sombrias e que acabam por sugar a minha energia. Talvez esteja a ser demasiado sincera e provavelmente muito crua com as palavras, mas há alturas da vida em que é preciso tomar este tipo de decisão. Dei por mim a chegar à conclusão de que, cada vez que me encontrava com certas pessoas me sentia desconfortável, ficava deprimida e quase me inibia de contar alguma coisa boa que me tinha acontecido. E isto tudo, por pessoas que não são assim tão importantes na minha vida. Já não consigo fazer fretes.

Posso dar a ideia de superioridade ou de que me julgo melhor que alguém, mas não é nada disso. Tratam-se apenas de pontos de vista e posturas diferentes na vida . O povo Português é naturalmente um povo triste, cansado e sofrido, (assim o traduzem os poemas, as novelas líderes de audiências e até o próprio fado, tão caracteristicamente Português) mas há um limite.

Todos temos direito a ter fases menos boas, o direito de chorar, de sofrer, de nos queixarmos… mas não de sermos queixinhas. Não tenho mesmo mais paciência para queixumes. Para pessoas que se queixam da vida, mas não fazem nada de diferente para a mudar. A vida às vezes é uma prova de fogo.  Mas também é maravilhosa. Só temos mesmo de aproveitar as coisas pequenas. É um cliché, eu sei! Mas a verdade é que só damos valor a termos duas mãos, quando nos magoamos, a ter dois olhos saudáveis , quando temos uma úlcera na córnea, a termos de levantar cedo da cama, quando não temos emprego. E estes foram 3 exemplos que falo por experiência própria.

Por isso, vamos ser felizes. E tão ou mais importante, vamos ficar felizes com a felicidade dos outros?

Não podia deixar de referenciar que dois dos meus amigos mais chegados, a RD. e o N. foram viver juntos. E eu fiquei muito feliz!

Partilho ainda uma receita de papas de aveia. A prova de que a felicidade… pode simplesmente vir num copo!

Papas de Aveia e Coco
Ingredientes

250 ml de bebida vegetal de coco;

3 colheres de sopa de flocos de aveia;

1 colher de sopa de coco ralado;

1 lasca de casca de limão;

1 colher de café de essência de baunilha;

1 pau de canela.

1/4 de maçã com casca;

Frutos secos e passas para decorar;

 

Preparação

Verta a bebida vegetal para um tacho e acrescente os restantes ingredientes à excepção da maçã, dos frutos secos e das passas.

Deixe cozinhar em lume brando por 10 minutos ou até engrossar.

Verta para um copo ou taça de vidro, retirando o pau de canela e a casca de limão.

Junte a maçã cortada aos bocadinhos e decore com os frutos secos e as passas.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s