Panquecas

O enterro da Máquina de Waffles

Hoje (na verdade ontem, porque já passa da uma da manhã) acordei sem despertador. “Já deve ser prai meio-dia“, pensei eu. Abri um olho e estiquei a mão até ao telemóvel, que dorme religiosamente ao meu lado, na trave do lado da cama. Surpresa! Ainda nem dez horas eram.

Adoro usar bem o tempo ao fim-de-semana e dormir muito não me parece um bom uso dele. Assim, levantei-me e fui para a cozinha fazer o nosso pequeno-almoço.

Decidi fazer waffles.

Quando vi no folheto do LIDL que iam ter uma máquina de fazer waffles, comecei a magicar os mil e um argumentos que iria utilizar para convencer o T. a irmos compra-la. Decidi usar apenas um: ” Se comprarmos a máquina, posso fazer-te waffles para o pequeno-almoço ou para o lanche, sempre que quiseres”. Ficou nesse dia, definitivamente provado, que os homens se conquistam pela barriga.

Na primeira semana que a tivemos, devo ter feito waffles todos os dias e de vários sabores. Seguiram-se posts de fotografias lindas, de fazer morrer de inveja, mesmo os que não tinham fome. Até quando ia visitar os meus pais, a máquina ia connosco.

Mas um dia a máquina adoeceu.

Não percebi ainda, que maleita lhe pegou. As waffles começaram a ficar todas pegadas. Mudei de farinha, mudei de quantidades, experimentei untar com óleo de côco. Nada. Nunca mais consegui uma waffle consistente, dourada, estaladiça e ao mesmo tempo fofa.

Pois bem, como disse, hoje decidi-me pelas waffles. Dei uma última oportunidade à máquina. Acreditei nela e com fé meti mãos à obra. Escolhi as de banana e farinha integral. Antes tivesse ficado a dormir.

Mais uma vez as waffles ficaram pegadas. Mesmo depois de ter besuntado as placas com azeite (não fosse o mal ser do óleo de côco. No desespero, uma pessoa já acredita em tudo) a massa ficou agarrada aos pequenos cubinhos que lhes dão forma, quel cimento acabado de chapar.

Toca a raspar a massa cozinhada e por cozinhar, mesmo a que insistia em não abandonar a pobre da máquina doente.

Não satisfeita, ainda lhe dei outra oportunidade, não fosse o problema ser da demasiada quantidade que coloquei. Resultado ligeiramente melhor, mas juntei esta fornada aos restos mortais da primeira e eis que me decidi. “Morreste minha querida. Não estou mais para isto. São 11:30 da manhã, estou cheia de fome e tu não foste capaz de me alimentar. Hoje serás enterrada.” Foi para o móvel em cima do exaustor e tão cedo não sairá de lá.

Peguei na massa restante e fiz umas belas panquecas para o T. Para mim, peguei nos restos do que deveriam ser umas belas waffles, prenseio-os na frigideira ainda quente das panquecas e juntei iogurte de soja de amêndoa, uma colher de sopa da minha granola caseira e uns morangos.

E não é que ficou bom?

  • Panquecas de Banana e Farinha Integral (ou Waffles)
Ingredientes

1 banana madura;

1 + ½ caneca de farinha integral;

2 canecas de bebida de amêndoa;

2 ovos caseiros;

Canela e raspa de limão q.b.

Preparação:

Bata todos os ingredientes numa liquidificadora ou com a ajuda de um fouet.

Numa frigideira anti-aderente pré-aquecida, verta pequenas porções da massa que se formou.

Quando a massa formar pequenas bolhas de ar, pode virar a panqueca com o auxílio de uma espátula.

 

Anúncios

5 thoughts on “O enterro da Máquina de Waffles

  1. Olá Ana 🙂
    Esta semana também comprei uma máquina de fazer waffles porque já estava “farta” de muffins de microondas – sim, eu não tenho jeito nenhum para fazer panquecas na frigideira – e agora é waffles a “toda a hora” XD
    Comprei também, pela primeira vez,farinha de alfarroba e toca a usar em tudo e mais alguma coisa – isso mirtilos e framboesas – Agora é até enjoar!

    Gostei muito do teu blog, é sempre bom ver receitas novas, às vezes haja paciência para inventar tanta marmita 😀

    Beijinhos 😉

    Liked by 1 person

    1. Olá Carolina! Conheço perfeitamente esse sentimento! Quando experimento algo que gosto, como até enjoar!!! O segredo das panquecas está na sertã que usas… Tem de ser bem anti-aderente. A minha máquina de waffles continua enterrada e enquanto me lembrar da última experiência não volto a pegar nela. Vai partilhando receitas aqui no blog… Vamos marmitando juntas! Um beijinho

      Gostar

      1. Há uns meses atrás comprei uma frigideira dupla, própria para panquecas – e que supostamente era anti-aderente, mas nem com óleo de côco me saiam bem -.-‘
        Agora com esta máquina que comprei saem sempre bem e não preciso de colocar gordura nenhuma 😀
        As últimas que tenho feito levam maçã, alfarroba, aveia e claras, depois vou alternando com outros ingredientes: côco ralado, manteiga de amendoim, canela, café/cevada, chocolate negro.
        Um truque que uso muito é bater as claras em castelo e juntar à massa, os muffins/waflles ficam muito fofinhos 😀
        Outra receita que gosto de fazer são waffles/panquecas com banana, aveia, claras e whey 😀 e normalmente é o meu pequeno-almoço/pré-treino – isto porque eu gosto de tortura a dobrar: crossfit logo às 8.15h 😀

        O meu problema são mesmo as marmitas, às vezes não sei mesmo o que cozinhar para levar para o trabalho. Hoje, por exemplo, trouxe grão, favas, milho, couve de bruxelas, bróculos, 2 ovos escalfados e 1 hamburguer de bacalhau e aveia 😀 Faço com cada mistura mais estranha, mas é para não entrar na rotina da massa/arroz com frango/peru/peixe.

        Continuo a achar que organizar um brunch fit lá na box era o ideal 😀

        Beijinhos 😉

        Liked by 1 person

      2. Eu gosto dessas tuas misturas! Nunca gostei de comida-rotina… Às vezes não correr bem, mas a maior parte das vezes delicio-me. Vou deixando aqui dicas para as marmitas. Apesar de não seres vegetariana, podes sempre adaptar. 😉 A ideia de um brunch fit na box parece-me uma óptima ideia. Beijinho 😉😘

        Gostar

      3. Sim, às vezes não corre nada bem – no outro dia tentei fazer crepioca e saiu-me uma pasta de bolinhas duras XD – mas por norma gosto de me aventurar e experimentar coisas novas, adaptar receitas 😀

        Claro, a box não tem que ser só tortura XD
        Beijinhos 😉

        Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s